Origem


É uma raça desenvolvida no nordeste brasileiro, resultante do cruzamento intercorrente das raças Bergamácia, Morada Nova, Somalis e outros ovinos sem raça definida (SRD), sendo as características atuais um produto da seleção natural, dos trabalhos de técnicos e de criadores fixando-as através de seleção genealógica, com tudo, a tese de sua origem é confirmada pelas suas características.
O porte, o tipo de orelhas, o formato da cabeça e os vestígios de lã presentes no Santa Inês, evidenciam a participação do Bergamácia, tanto quanto a condição de deslanado e as pelagens correspondem ao Morada Nova, já a participação do Somális é evidenciada pela apresentação de alguma gordura em torno da implantação da cauda, quando o animal está muito gordo.

Aspecto Geral

Animal deslanado, com pelos curtos e sedosos, de grande porte com média de peso para macho de 80 a 120 Kg e para as fêmeas de 60 a 90 Kg, apresenta excelente qualidade de carne e baixo teor de gordura, a pele de altíssima qualidade, rústicos, precoces, adaptável a qualquer sistema de criação e as mais diversas regiões do país, as fêmeas são prolíferas e com boa habilidade materna. Apresentam espelho nasal, perimetro ocular, vulva e períneo escuros.

Cabeça

Tamanho médio, proporcional ao corpo e mocha, perfil semi-convexo, orelha com forma de lança inseridas firme e ligeiramente acima da linha dos olhos, pouco inclinadas em direção ao comprimento da cabeça, coberta de pelos, com olhos redondos e brilhantes, chanfro liso com pelos finos, focinho largo e pigmentado com fossas nasais dilatadas e bem separadas, apresentando mandíbulas fortes e simétricas.

Pescoço

De tamanho regular, proporcional ao corpo, bem musculoso, harmoniosa implantação ao corpo, com ou sem brincos e mais longo nas fêmeas.

Corpo

Tronco grande e comprido, dorso-lombar larga e retilínea tendendo para a horizontalidade e com boa cobertura muscular, peito largo, arredondado e com boa massa muscular, tórax amplo, largo, profundo e arqueado com costelas compridas, largas e afastadas. Ventre amplo, profundo e com boa capacidade, ancas bem separadas musculosas e arredondados, garupa ampla, comprida e com suave inclinação, cauda com inserção harmoniosa, afinando proporcionalmente e comprimento médio.

Membros

Fortes, bem posicionados, proporcionais ao corpo, articulações fortes e bons aprumos. Os membros anteriores com paletas corretamente ajustadas à posição oblíqua, os membros posteriores com coxas largas, compridas e com boa cobertura muscular, os cascos pretos nos animais de pelagem preta e em animais de outras pelagens admite-se cascos brancos ou com rajas claras.

Órgãos Genitais

Testículos bem desenvolvidos, simétricos, com circunferência de 30cm (a partir da idade de 12 meses), bolsa escrotal com pele solta e flexível, prepúcio direcionado cranialmente, que não ultrapasse 45º (quarenta e cinco graus) com a linha ventral e vulva bem conformada com desenvolvimento de acordo com a idade da fêmea.

Pelagem

Vermelha, preta, branca e suas combinações.

Pele

Pigmentada.

Pelos

Curtos e sedosos.

Aptidões

- Boa produção de carne.
- Pele de elevado valor.
Defeitos:
- Perfil côncavo, ultra convexo ou retilíneo.
- Orelhas com inserção abaixo da linha dos olhos, pesadas, largas, grandes passando a comissura labial, pendentes sem controle, em forma de concha acentuada e com ondulações nas bordas.
- Presença de chifres e rudimentos firmes.
- Focinho despigmento em animais de qualquer pelagem.
- Mal formação bucal (prognatismo, retrognatismo e agnatismo).
- Pescoço curto e grosso ou longo e fino nos machos.
- Tronco com má distribuição muscular.
- Peito com pouca musculatura e estreito, interferindo nos aprumos.
- Região dorso-lombar com cernelha muito saliente e mal ajusta ao pescoço (lordose, cifose e escoliose).
- Tórax estreito (acoletado).
- Garupa curta ou excessivamente inclinada ou com pouca cobertura muscular.
- Calda grossa ou arredondada da base até a ponta.
- Membros excessivamente longos ou curtos (em desproporção ao corpo).
- Aprumos defeituosos.
- Testículos com acentuada assimetria (hiperplasia, hipoplasia, monorquidismo ou criptorquidismo).
- Prepúcio com angulação acima de 45º (quarenta e cinco gruas).
- Bolsa escrotal excessivamente pendular, passando do jarrete.
- Vulva excessivamente pequena.
- Pele despigmentada.
- Resquícios de lanugem persistentes.
- Espelho nasal, perímetro ocular, vulva e períneo despigmentado.
- * Perfil convexo.
- * Orelhas mais alongadas não ultrapassando a comissura labial.
- * Rudimentos de chifres moveis.
- * Chanfro enrugado nos machos.
- * Focinho admite-se ligeira marmorização (com exceção dos animais de pelagem preta).
- * Peito ligeiramente proeminente.
- * Na região dorsal admite-se pequena depressão após a cernelha.
- * Cauda com base de inserção larga e o comprimento até o limite do jarrete.
- * Cascos com rajas claras ou brancas (exceção dos animais de pelagem preta).
- * Testículos com circunferência de 28 cm aos 12 meses de idade.
- * Pele pouco pigmentada.
- * Pelos grossos e resquícios de lanugem não persistente na região dorso-lombar.
- * Espelho nasal, circunferência ocular, vulva e períneo marmorizado.
* Constituem falhas (defeitos) que devem ser evitados, porém não desclassificam o animal.