Origem


A raça Polypay resulta de objetivos formulados pelo ovinocultor americano Reed Hulet e do trabalho de pesquisa e experimentação do seu irmão Clarence Hulet, pesquisador da Estação Experimental de Ovinos de Dubois, Idaho, Estados Unidos. Foram escolhidas quatro raças, em função de suas aptidões, para o programa de cruzamento delineado Finnsheep, raça finlandesa (altamente prolífera e com precocidade sexual), que foi cruzada com a Rambouillet francesa (altamente prolífera, rústica, de boa adaptabilidade e excelente produtora de lã), a Targhee, americana (de tamanho avantajado, velo de boa qualidade, período fértil prolongado, que foi cruzada com a Dorset de origem inglesa, de grande habilidade materna, ótima carcaça, puberdade precoce e período fértil prolongado).
Em 1970 nasceram os primeiros produtos deste "quadricross" Finnsheep X Rambouillet X Targhee X Dorset e em 1975, Clarence Hulet, combinou o significado das palavras "poly" (muitos, mais que o normal) e pay (recompensa, retorno).

Aspecto Geral

Raça produtora de carne, corpo coberto por denso velo de lã branca, ovino de tamanho médio, temperamento vivo, com machos denotando muita masculinidade, fêmeas (mesmo sendo robustas) denotam-se muito femininas, a pele do pescoço e do corpo não pode apresentar rugas em excesso nem ser muito acentuadas.

Cabeça

Tamanho médio em relação ao corpo, tendendo para dolicomorfa, mocha em ambos os sexos (nos machos são admissíveis rudimentos de chifres móveis, sem implantação óssea), perfil nasal retilíneo, apresenta lã na nuca, tem um pequeno e estreito topete que não atinge a linha superior dos olhos e orelhas de tamanho médio (implantadas horizontalmente, com o pavilhão voltado para a frente, cobertas por pelos ou por lã muito curta). Com exceção da nuca e do topete, a cabeça é coberta por pelos curtos, brancos e suaves, os olhos são claros e brilhantes e as mucosas nasais, pele entre as narinas conjuntivas e lábios são rosados.

Pescoço

Tamanho médio, bem implantado no corpo, de modo a manter a cabeça levantada, mas não muito acima da linha dorso-lombar.

Corpo

Corpo musculoso, cilíndrico, o comprimento do corpo (medido desde a implantação do pescoço até o início da cola) deve ser igual à medida da altura (medida das cruzes ao chão) mais 10% da mesma, a parte superior deve formar um plano largo e nivelado desde as cruzes até a anca, as paletas são paralelas e carnudas, o peito é largo, costelas bem arqueadas proporcionando boa capacidade torácica e abdominal, anca nivelada, larga e entrepernas carnudo.

Membros

Bem aprumados, com cascos brancos, as extremidades formando os ângulos de um retângulo, cobertos de lã até os joelhos e garrões.

Úbere

Sendo o Polypay uma raça muito prolífera, as fêmeas tem úberes volumosos, bem conformados, bem constituídos, bem implantados de maneira a proporcionarem uma boa produção leiteira.

O velo branco, denso e uniforme pesa de 3,0 a 4,5 Kg, cobre todo o corpo e parte dos membros, as mechas medem de 8 a 13 cm de comprimento, fibras de lã têm de 24 a 31 micrômetros (Prima A a Cruza 3, ou seja, de 60´s a 48´s) com rendimento ao lavado de 50 a 60% e suarda branca ou levemente creme.

Aptidões

- Produtora de carne, apresentando uma razoável carcaça.
- Produz lã de qualidade e razoável peso.
- Grande aptidão materna.
- Muito fértil, de puberdade precoce, atingindo a maturidade sexual entre o quinto e o sétimo mês de idade, podendo produzir aos doze meses de idade.
- Duração estacional de cio muito prolongado.
- Prolífera, com incidência de muitos partos múltiplos.
- Boa leiteira.
- Os cordeiros pesam de 2,5 a 3,0 Kg ao nascerem e quando submetidos a confinamento atingem aproximadamente 35 Kg aos 120 dias de idade.
- Os carneiros pesam de 110 a 140 Kg.
- As ovelhas pesam de 70 a 100 Kg.
- Os carneiros tem comprimento do corpo de 80 a 90 cm.
- As ovelhas tem comprimento do corpo de 70 a 85 cm.

Defeitos

- Mucosas nasais, pele entre as narinas, lábios e conjuntivas com pigmentos pretos ou marrons.
- Cascos pretos.
- Lã e pelos de qualquer cor que não seja a branca.
- Presença de chifres.
- Maus aprumos, que comprometam o desempenho de suas funções ou alterem em excesso a estética da raça.
- Deformações bucais.
- Desvios da linha dorso lombar.
- Constituição débil.
- Defeitos ou problemas nos órgãos reprodutores.