23/10/2019

Em recente viagem a São Paulo para participar da 32ª Expovelha, em Lençois Paulista, o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (ARCO), Edemundo Gressler reuniu-se com os presidentes das associações dos estados do Paraná – Pedro Rocha de Abreu Filho; Mato Grosso – Antônio Carlos Carvalho; Mato Grosso do Sul – Fábio Mori; e São Paulo – Francisco Manoel Fernandes. Ovinopar, Ovinomat, Asmaco e Aspaco, respetivamente.

Entre os assuntos do encontro, a necessidade de maior aproximação das entidades estaduais com a ARCO, a articulação de projetos para promoção de feiras homologadas pela ARCO, estímulo ao registro dos rebanhos e planejamentos futuros que solidifiquem o trabalho das entidades com o apoio da entidade mãe.

Gressler falou também sobre os exames de DNA e a possibilidade de mais quatro laboratórios se credenciarem junto ao Ministério da Agricultura para a realização dos exames de paternidade, atualmente somente um laboratório está credenciado para estes exames, diz o presidente da ARCO.

“É presente a necessidade de trabalharmos juntos e reunirmos as forças para aumentar o nosso rebanho ovino no Brasil, aumentar o número de registros e apoiar as iniciativas que envolvam além de genética a produção de rebanhos comerciais” diz Gressler, lembrando que o produtor de rebanho comercial também é comprador de genética quando adquiri um bom reprodutor e uma boa fêmea para melhorar a produção no seu criatório.

As reuniões para a aproximação com as estaduais, que fazem parte do conjunto de propostas da nova diretoria, vão seguir ocorrendo. No mês de agosto, em Salvador (BA), durante a ExpoRural a diretoria da ARCO esteve reunida com as associações de Sergipe, Pernambuco, Piauí, Ceará, Paraíba e Bahia, juntamente com o a Associação Brasileira de Criadores de Caprinos.